Centro de Memória

abanner centromemoria

 

A TEMPO&MEMÓRIA foi responsável pela criação de alguns dos mais importantes Centros de Memória criados nos últimos 20 anos no País, como Centro de Memória Bunge, Centro de Memória Sadia, Centro de Documentação e Memória de Klabin, Centro de Memória Bosch, Centro Histórico Einstein, Espaço Itaú Unibanco, Centro de Memória J. Macêdo, Centro de Memória CR Almeida.

Os Centros de Documentação e Memória implementados por nossos profissionais garantem apoio técnico a projetos de memória empresarial e resgate da trajetória de instituições, bem como acesso rápido a dados e informações históricas contidas em documentos dispersos e sem organização. Com isso, garantimos o suporte para ações de comunicação e marketing, contribuindo para o fortalecimento da identidade corporativa, da marca das empresas e das relações com a comunidade.
Para tanto, temos como principal atribuição o tratamento e o gerenciamento dos documentos de valor histórico e o resgate e registro da memória de empresas. Nossos técnicos e historiadores são responsáveis pela organização, cuidados com a conservação e guarda, além de garantir a disponibilização de dados e informações, pertinentes aos documentos e à história da empresa e de seus colaboradores.


Por que as empresas se interessam cada vez mais em criar Centros de Memória?

  • Preservar a memória de um empreendimento é um instrumento valioso para a gestão da cultura de uma empresa e de sua identidade – seu DNA;
  • Servir de suporte para redefinições estratégicas de negócios;
  • Servir de suporte para desenvolvimento de projetos e ações de comunicação interna e externa;
  • Contribuir para a melhoria do clima organizacional;
  • Contribuir para o incremento de políticas de gestão do conhecimento;
  • Contribuir para a política e ações de responsabilidade social, sobretudo voltados para projetos que remetam à dimensão da empresa como parte constitutiva da história brasileira e da memória coletiva nacional.


Documentos de Valor Histórico
Documentos históricos ou permanentes são aqueles preservados em caráter definitivo em função de seu valor informativo, testemunhal, legal, probatório, administrativo ou científico-cultural. Produzidos e/ou acumulados pela companhia no cumprimento de suas atividades, sua organização deve refletir suas funções originais, trazendo à tona a história da empresa.